quarta-feira, dezembro 07, 2005

É pena!!!!
No sábado passado, por volta das 9h30 da noite, fui visitar o Festival do Arroz Doce e a desilusão foi quase total. E porquê? O recinto apesar de agradável, e que este ano pela primeira vez também acolhia uma feira do livro, estava praticamente às moscas, como se costuma dizer. É estranho para um fim-de-semana numa terra onde poucas coisas acontecem. Lá estavam várias instituições representadas, umas a vender bolinhos, outras enchidos, frutos secos, mel ou artesanato. O protagonista do certame, o arroz doce claro, por lá andava também em tacinhas de papel de alumínio, plástico ou barro. Confesso que o conceito de realizar uma Festival do Arroz Doce é muito interessante e de louvar. Não estivéssemos nós a promover a doçaria nacional e a forma como ela é confeccionada. Porém, não percebo a razão de tão pouca adesão. Será falta de promoção? Desinteresse das pessoas que ali vivem? Poucas instrituições a participar? Custos elevados praticados pela organização? Eu não sei! Mas tenho pena que uma ideia tão interesante não tenha grande impacto junto das pessoas que ali habitam e não só. Uma coisa é certa, no sabádo estava muito, muito fraco e é pena que assim tenha sido. Já agora, pagar 3 euros por uma tacinha do famoso arroz, só porque foi a gratinar ao forno, enquanto que uma dose idêntica feita segundo a receita mais tradicional custa apenas 50 cêntimos também não ajuda muito!!!!!!!

sexta-feira, novembro 25, 2005

Basta de violência!!!!!

Recentemente foi assinalada a Semana de Celebração do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres. Em Portugal, os números não param de crescer. A PSP, Polícia de Segurança Pública, deteve só nos primeiros 6 meses deste ano 83 suspeitos de violência doméstica contra 58 durante 2004 inteiro. Os casos de agressão conhecidos das autoridades cifram-se em 3903, apenas na primeira metade deste ano.
A maioria das vítimas são do sexo feminino (7152) enquanto que o masculino apresenta 1229. Já no que concerne aos agressores a situação inverte-se. Cerca de 7331 são homens e apenas 984 são mulheres. Acho que estes números demonstram bem o que as mulheres passam em sociedades ditas "evoluídas" como a nossa. É lamentável que se recorra à violência e, desta forma, se destrua a vida de um ser humano, causando marcas psicológicas e físicas que podem ficar para sempre. NÃO À VIOLÊNCIA SEJA ELA CONTRA MULHERES OU HOMENS.


segunda-feira, novembro 21, 2005

Finalmente chuva a valer!!!!!!!!

Já não era sem tempo! Este fim-de-semana sentimos o que é ter de volta o Outono e a sua amiga chuva. É certo que já tinha chovido antes, mas não com esta intensidade. Depois de tantos dias de seca, talvez possamos agora começar verdadeiramente a repôr os níveis de água nas barragens e albufeiras nacionais. Para muitos isto pode parecer uma observação banal, mas para mim não é. Durante o corrente ano, e com especial incidência no Verão, muitos portugueses sentiram na pele o que é querer abrir uma torneira e não ter água. Ou ter água mas esta estar imprópria para consumo. Acredito que no futuro não haverá "guerras" pelo petróleo, pelo ouro, pelas influências, mas sim pela água potável. Um bem cada vez mais escasso e tão essencial à vida na Terra. Poupem a água, por favor!!

segunda-feira, novembro 14, 2005

Passe por lá....

Leitura doce
De 30 de Novembro a 4 de Dezembro realiza-se a I Feira do Livro de Torres Novas - Literatura, Cultura e Actividades Infantis. Este evento contará com a presença de diversos escritores, entre eles, José Eduardo Agualusa, Inês Pedrosa e Rodrigo Guedes de Carvalho
Ao mesmo tempo que decorre esta iniciativa, terá lugar também o II Festival do Arroz Doce. Todos os expositores presentes estarão a vender a famosa sobremesa, ora feita de forma mais tradicional, ora de forma mais inovadora.

Sardoal à mesa
Com o objectivo de divulgar a gastronomia tradicional do concelho, a Câmara Municipal do Sardoal vai realizar os "Saborosos Encontros" nos dias 3 e 4 de Dezembro. O espaço escolhido é o mercado da vila que recebe expositores de doçaria, enchidos, queijo, pão, mel e licores. Como já cheira a Natal também não vão faltar presenças como os típicos coscorões e os fritos de abóbora.

Produtos biológicos
Lisboa recebe, de 25 a 27, mais uma edição da feira da alimentação, agricultura biológica e ambiente. A Terra Sã 2005 decorrerá na Doca de Alcântara, das 10h às 22H, e aí pode adquirir produtos, jantar ou almoçar, participar em palestras ou assistir às actividades de animação. É uma organização da Agrobio, Associação Portuguesa de Agricultura Biológica.

Castelo de burros
Desde o passado dia 11 que os burros mirandeses invadiram o Castelo de São Jorge. Até dia 31 de Janeiro se desejar admirar este lindo animal, ou quem sabe dar um passeio, não pense duas vezes. Aproveite, suba às muralhas do castelo lisboeta e fique a saber mais sobre esta espécie em vias de extinção. Poderá também apreciar uma exposição da autoria do fotógrafo Oliviero Toscani.



sexta-feira, novembro 11, 2005



Vale a pena pensar nisto!


O Governo já aprovou o plano de investimentos para o distrito de Santarém. Em 2006 serão menos 83 milhões a entrar nos cofres das autarquias desta zona do país. O grosso do apoio, disponibilizado por Sócrates, é dirigido à modernização da rede ferroviária e à construção de novas rodovias a norte do distrito.




Moita Flores, presidente da câmara de Santarém, quer colocar a limpeza do rio Alviela na agenda do Executivo. O autarca vai realizar uma reunião descentralizada na freguesia de Vaqueiros para debater o assunto. Já não era sem tempo. Este rio, à semelhança de outros no país, precisa de uma urgente intervenção.







terça-feira, novembro 08, 2005


O que é um blog?
Depois de uma pequena pesquisa pela internet percebe-se que a definição de blog é tudo menos consensual. Sabe-se que, acima de tudo, é um espaço de partilha onde se divulgam opiniões, emoções, factos, imagens, etc que o autor, ou autores, querem disponibilizar. Como tal, um blog pode ter um cariz individual ou colectivo. Exprime a visão de determinado assunto daquela pessoa ou grupo. É um espaço de total liberdade e sem constrangimentos. A actualização da página dá-se sempre que o autor achar necessário. Mas existem muito mais defenições que tentam explicar o que é ou não é um blog e até onde ele pode ir.
O jornalismo online
Por sua vez, o jornalismo online segue linhas mais rígidas a meu ver. Apesar de também querer pôr em comum aquilo que se passa no país, numa determinada região ou num sector de actividade, por exemplo, rege-se por uma linha editorial e um livro de estilo próprio. Tem de se remeter aos factos, ao que realmente aconteceu e não permite que confundamos opinião e gosto pessoal com informação. Contudo, nos meios de comunicação online também há espaço para opinião. Esses espaços estão devidamente assinalados e pertencem a personalidades de relevo para o órgão em causa: jornalistas, economistas, médicos, membros da classe política, entre outros. A informação transmitida pelo jornalismo online é, ou deveria ser, actualizada sempre que possível, para que o "público" não se sinta defraudado sempre que acede a determinada página. Por regra, o jornalismo online deve estar na linha da frente sempre que o factor novidade assim o exigir.
Resumindo o blog pode, se quiser, dar-nos uma visão da actualidade, daquilo que se passa numa região, num país ou no mundo, mas a isso não está obrigado. Pode falar daquilo que quiser e como lhe apetecer. Já o jornalismo online não, tem por obrigação informar e deve fazê-lo de forma clara e acessível ao segmento a que se destina, sempre respeitando as regras a que está sujeito.
O que faço aqui?
Este espaço nasce no âmbito do curso de jornalismo online do Observatório de Imprensa mas não seguirá as regras rígidas da notícia. No meu blog eu quero partilhar opiniões sobre tudo o que nos rodeia, sejam assuntos mais ou menos actuais. Quero falar também de costumes, de tradições, de histórias... Quero dar espaço à cultura seja ela mais popular ou mais intelectual.